fbpx

As empresas que realizam estratégias de marketing digital precisam tomar alguns cuidados para não cometerem erros que podem comprometer os resultados. Se a sua empresa está falhando nos pontos abaixo, uma agência de marketing digital tem profissionais qualificados para ajustar suas ações de comunicação na internet, para colocar a campanha no rumo certo.

Veja os 7 erros de estratégia de marketing digital mais comuns e certifique-se de que não está cometendo nenhum deles!

1 – Não ter uma estratégia completa!

Se a sua estratégia de marketing digital aposta apenas em uma plataforma, baseia-se apenas em algumas dicas de internet ou é superficial, isso pode prejudicar sua performance. Não é possível ter resultados profissionais com estratégias amadoras.

Muitas empresas acreditam que apenas alimentar o blog uma vez por semana ou postar vídeos no Youtube com certa frequência é suficiente para ter uma “estratégia de marketing digital”. Isso é um erro grave, pois a organização da estratégia é muito complexa e completa.

A agência de marketing digital ajuda a definir as personas do cliente, criar conteúdos com SEO para o blog, realizar campanhas patrocinadas no Google, no Facebook e no Instagram, elaborar vídeos para o Youtube, criar uma landing page para captação de leads, fazer a nutrição de leads, produzir conteúdos para todas as etapas do funil e aumentar as vendas! Além disso, as ações de marketing digital são potencializadas com ferramentas de automação de marketing digital, como o Mautic.

2 – Não mensurar resultados!

Uma das grandes vantagens do marketing digital, quando comparado com outras mídias (como rádio e TV), é a possibilidade de mensurar todos os resultados. Assim, é possível ter um ROI – Resultado Sobre Investimento, bem preciso.

Quanto você deve investir para realizar uma venda? Quanto tempo o cliente demora para fazer uma nova compra? Sua estratégia funciona melhor no Facebook ou no Instagram? Você publica e-books, mas quantos clientes se inscrevem para receber o conteúdo? Quantas vendas foram feitas no último mês através do blog da sua empresa? Essas e outras perguntas devem ser respondidas com relatórios completos, que dão um panorama real do desempenho da sua estratégia de marketing digital.

3 – Acreditar que o marketing digital acaba quando sua empresa está na primeira página do Google!

Se, com sua estratégia de marketing digital, sua empresa já está na primeira página do Google, parabéns! Mas saiba que isso não é suficiente. Existem diversas empresas que investem em estratégias “poluídas” para posicionar os sites com conteúdos repletos de palavras-chave, mas totalmente sem sentido, sem informação útil para o cliente, com operações agressivas para posicionar os sites na primeira página do Google.

Essas estratégias podem parecer produtivas, mas não são totalmente eficientes. O público que acessa esses sites em busca de informação de qualidade acaba migrando para outros, que possuem conteúdo educativo de verdade. Além disso, existem outras ações feitas pela agência de marketing digital que vão mais adiante do que apenas aparecer na primeira página do Google, como nutrir leads, publicar nas redes sociais, realizar campanhas, mensurar os resultados, entre outras iniciativas.

Sua empresa está na primeira página, mas não se preocupa com a estratégia completa? Isso é um erro grave! Outro ponto importante: em estratégias de marketing digital incompletas, o posicionamento na primeira página do Google costuma ser temporário. Por isso, não se assuste quando você fizer uma nova pesquisa e sua empresa não aparecer mais em nenhuma página de resultados.

4 – Não fazer integração do digital com o impresso

O conceito de comunicação 360° criou uma nova perspectiva para a comunicação integrada, acabando com a separação entre o impresso e o digital, como se fossem duas plataformas diferentes, incapazes de interagirem entre si porque são absolutamente separadas.

Isso não existe mais! Você já leu uma reportagem em uma revista que indicava uma continuidade no site? Já viu publicações impressas que possuem um QR Code no final? Em campanhas especiais, diversas empresas fazem ações que prezam pela integração entre o impresso e o digital, atraindo ainda mais suas personas.

Alguns erros são comuns na comunicação interna também. Por exemplo: uma empresa tem um mural impresso com informações para seus funcionários, mas estas informações não estão digitalizadas. Faz sentido? Claro que não!

A capacidade de constituir um diálogo eficiente com o público é muito maior ao integrar as diferentes plataformas. A agência de marketing digital pode fazer a integração do impresso com o digital para sua empresa.

5 – Não levar o marketing de conteúdo a sério

O seu público precisa de informação de qualidade, precisa criar consciência para comprar e utilizar seus produtos e serviços. Se você não entregar esta informação para ele, seu concorrente fará este trabalho. E o público dá preferência para comprar nas empresas que criam este relacionamento baseado na informação de qualidade, e não apenas no interesse em vender.

O marketing de conteúdo feito com seriedade tem essa função, de informar e educar. A venda é uma consequência natural dessa parceria, que é criada com base no conteúdo!

6 – Não estudar a concorrência!

Por maior que seja uma empresa, ela precisa observar o trabalho de marketing digital que seus concorrentes estão fazendo, até para se posicionar de maneira correta no mercado, acompanhar tendências que podem ser implementadas nas ações de marketing digital, entre outras possibilidades.

A agência de marketing digital faz este trabalho para o cliente, acompanhando todos os movimentos dos concorrentes para colocar a empresa em evidência. Afinal de contas, o mercado também é conhecido pela competição e pela busca de novos clientes. E os concorrentes podem ter muitas coisas a ensinar para sua empresa. Para isso, é necessário observar seus movimentos!

7 – Não fazer planejamento com uma agência de marketing digital especializada

Se a sua empresa ainda encara o marketing digital como algo amador, não adianta reclamar dos resultados. Além disso, por mais boa vontade que uma empresa tenha para tocar as campanhas de digital internamente, é fundamental contratar uma equipe de marketing completa, para criar conteúdos para blog, redes sociais, campanhas de Google, e-mails, remarketing, comunicação 360° com integração de mídia impressa e digital, e-books e outras ações. Por isso, é preciso terceirizar, contar com um parceiro especializado e profissionalizar o planejamento. Essa é a maneira correta de obter resultados eficientes em marketing digital. Conte com a equipe da 23 Studios. Faça contato!

A transformação digital já se tornou uma realidade para empresas de todos os tamanhos e áreas de atuação. Desde as empresas menores até as multinacionais, todas estão vivendo plenamente o seu tempo e estão se inserindo, cada vez mais, no ambiente virtual, adotando práticas de marketing digital na internet.

Para saber se a sua empresa já está envolvida com a transformação digital, preste atenção nas perguntas abaixo e as responda apenas para você mesmo:

Estes são apenas alguns conceitos relacionados ao marketing digital. Quando o assunto é transformação digital, estas questões podem dar um “norte” para saber se o seu negócio está no caminho certo.

Quais são as principais vantagens da transformação digital nas empresas?

A transformação digital já não é uma opção para as empresas, ela se tornou uma necessidade. E, claro, quem entra no universo virtual mais rapidamente consegue inúmeras vantagens.

Por causa da transformação digital, muitas empresas perderam suas fronteiras geográficas e ampliaram seus atendimentos para outras cidades, regiões ou até para fora do território nacional. A captação do cliente se tornou mais fácil e mais certeira, as vendas cresceram exponencialmente e os negócios mudaram muitas empresas de patamar.

A transformação digital pode manter uma empresa aberta 24 horas por dia, 7 dias por semana, com muita segurança e redução de custos, através de processos de comercialização e atendimento automatizados, por exemplo. A digitalização de processos também tornou as empresas mais produtivas.

O potencial competitivo de muitos negócios cresceu bastante com a transformação digital, já que a redução de burocracia, redução de processos e novas práticas de atendimento conquistaram a satisfação de diversos consumidores.

Na prática, em uma empresa na qual os gestores já passaram por uma mudança de mentalidade e investem em transformação digital, as vendas podem ser feitas online, o cliente faz o pagamento pelo cartão de crédito e o atendimento é feito por um chat, por exemplo. Ainda seguindo este raciocínio, uma empresa que vive a transformação digital já deixou de investir em panfletagem para divulgar um novo produto ou uma promoção e, com o mesmo valor (muitas vezes menos), pode fazer campanhas no Google para atrair clientes qualificados, em ações de marketing digital que mensuram cada centavo investido, sem desperdício.

A transformação digital auxilia muito mais as empresas na prática. Ela ajuda a reduzir estoque, diminui gasto com equipe fixa de trabalho, aumenta a segurança na loja, garante mais comodidade para o cliente, acaba com gargalos operacionais e otimiza recurso e tempo.

No que se refere ao marketing digital, a transformação digital revolucionou a estratégia de comunicação das empresas com seus públicos. Hoje, através de um site moderno, um perfil responsável e interessante nas redes sociais, um blog atualizado para conversar e educar seu consumidor, campanhas de marketing no Google e em redes sociais, entre outras estratégias, é possível economizar muito nos gastos com propaganda e obter melhores resultados, tudo isso com relatórios que comprovam o retorno dos investimentos (ROI).

Faça parte da transformação digital você também e coloque sua empresa na vanguarda! Converse agora mesmo com a equipe da agência 23 Studios e revolucione sua forma de fazer negócios na era da informação!

Se você ainda não sabe qual é a importância do site para sua empresa, é fundamental entender, primeiramente, quais são os perigos de não ter um site para o seu negócio.

Nós sabemos que as tentações são muitas. Se você quer ter uma loja virtual ou um Market Place, por exemplo, isso pode até parecer uma boa ideia, mais econômica e fácil de viabilizar. E-commerces e prestadores de serviços também podem ficar “tentados” a apenas abrirem um perfil na rede social para vender, como se isso fosse suficiente.

Muitas vezes, as empresas que começam a operar em ambiente virtual utilizam as redes sociais ou o Market Place como uma opção provisória, mas, devido à correria do dia a dia, acabam adiando infinitamente a transição da plataforma para um site próprio e, por tabela, deixam de crescer e correm mais riscos por trabalharem apenas em ambientes administrados por terceiros.

Quando você analisa todas as vantagens de ter um site próprio, percebe que o investimento vale a pena. Veja os riscos mais comuns de não ter um site!

Fique esperto: o site é uma plataforma própria, ao contrário da rede social

Ter um site é contar com uma plataforma que você mesmo controla e tem o domínio para divulgação de conteúdo, que, no caso das empresas, compreende histórico, quem somos, missão, visão, valores, produtos e serviços.

As redes sociais são extremamente positivas nas estratégias de marketing digital, mas devem ser usadas como ferramenta para impulsionar o site de uma empresa, nunca para substituir o site.

Entre os perigos de não ter um site para a empresa é possível citar o investimento feito apenas para a criação de conteúdo para rede social. Pense da seguinte forma: a mídia social é controlada por uma grande empresa de tecnologia e, de uma hora para a outra, ela pode alterar as regras de uso, prejudicando o seu perfil profissional. Isso significa que as redes sociais dependem de critérios dos quais você não participa da decisão.

Por exemplo: os administradores das redes costumam alterar os algoritmos para atualização. Essas mudanças podem comprometer o conteúdo do perfil de uma empresa no que se refere aos tamanhos e quantidade de imagens. Além disso, em perfis corporativos, algumas redes sociais podem limitar os conteúdos gratuitos e criar regras para divulgação.

Base de dados compartilhada com terceiros

No seu site, os dados de seus clientes estão apenas com você. E na rede social? Quem faz todo o rastreio dos seus clientes? E os dados de cada usuário, será que são compartilhados com seus concorrentes?

Muitas informações obscuras ainda cercam as redes sociais. Inclusive, o fundador do Facebook, Mark Zuckerberg, chegou a depor no Senado dos EUA, para explicar melhor sobre as práticas da rede social, venda de dados, espionagem, entre outros assuntos delicados.

No seu site, seus clientes e sua empresa estão sob sua tutela, sem riscos ou surpresas desagradáveis.

E se a rede social acabar ou sair de moda?

O site, quando comparado com outras plataformas, tem se mostrado como atemporal, pois não fica sujeito às modas passageiras da internet. O Orkut, até alguns anos atrás, era uma rede social de tremendo alcance. E as empresas que investiram apenas em um perfil no Orkut, como ficaram? Com certeza, saíram perdendo muito!

Outras redes sociais podem não acabar, mas elas podem perder força com o tempo ou ganhar concorrentes. Isso é muito comum!

Até algum tempo atrás, o foco das empresas estava mais concentrado no Facebook. Hoje, muitas campanhas de marketing digital já equilibram melhor os investimentos e partem também para o Instagram. Mas, já pensou nos riscos de uma empresa que coloca todas as fichas apenas em uma rede social? São imensos!

Na rede social, sua empresa corre o risco de perder todo o histórico de postagens caso algum problema ocorra em escala mundial. O mesmo não acontece com o site, que segue intocado, mesmo com o passar dos anos.

Percebeu a importância de ter um site próprio para a sua empresa? Então, invista em uma plataforma personalizada, com layout responsivo, a melhor tecnologia de programação e design profissional. Fale com a equipe da agência 23 Studios e comece a desenvolver a página da sua empresa!