fbpx

Valorizamos seu negócio

Reposicionamento de marca: o que é, porque é importante, como e quando fazer

Reposicionamento-de-marca-o-que-e_porque-e-importante_como-e-quando-fazer

Reposicionamento de marca, não há como fugir: toda marca passa, em algum momento, por um processo de reposicionamento, desde as de pequeno até as de grande porte, seja total ou parcialmente.

Ainda não conhece o reposicionamento de marca? Sem problemas! Aqui, esclarecemos o que é, o porquê de ser tão importante para a estratégia da empresa, como e quando adotá-lo. Confira!

O que é reposicionamento de marca?

O reposicionamento de marca, também chamado de rebranding, é um conjunto de ações que têm como objetivo modificar o posicionamento de uma marca no mercado.

Essa estratégia é voltada a mudar a imagem que os consumidores têm da marca, criando uma identidade nova, inclusive uma percepção nova, para gerar maior identificação.

Para isso, a marca promove uma série de mudanças que envolvem desde a imagem até a comunicação, modificando mensagens para refletir os valores sociais de suas personas.

O reposicionamento da marca pode ser feito de forma integral ou parcial. Mas, atenção para um detalhe: a essência da marca será sempre a mesma, o que muda é seu posicionamento.

Por que o reposicionamento de marca é importante?

O reposicionamento é extremamente importante porque possibilita mudar a percepção do público sobre a marca, mantendo-a atualizada e em destaque entre seus concorrentes. Além disso, também mostra que a marca está em evolução.

Como consequência, os resultados são maior visibilidade no segmento de atuação, atração de novos clientes aumento das possibilidades de novos negócios e assim viabilizando o crescimento da marca.

Reposicionamento de marca: o que é, porque é importante, como e quando fazer

Quando reposicionar a marca?

Existem vários momentos nos quais o reposicionamento da marca é uma excelente alternativa. A seguir, listamos os mais comuns:

  • Situações de crise, quando a imagem da marca foi afetada negativamente;
  • Quando a marca passa por constantes períodos de resultados negativos e o produto não agrada mais o consumidor;
  • Casos em que se quer gerar maior competitividade dentro do segmento de atuação da marca;
  • Fusão ou aquisição de negócios;
  • Entrada da marca em novo mercado;
  • Lançamento de novos produtos;
  • Mudança na proposta de valor da marca;
  • Identificação de mudança do comportamento dos consumidores, para adequação a eles;
  • Busca de audiência mais ampla.

De modo geral, recomenda-se que o reposicionamento de marca seja adotado em situações que exigem mudança da empresa, para adequação ao mercado e seus consumidores, de forma a gerar mais engajamento e ter resultados financeiros expressivos.

Como reposicionar uma marca?

O reposicionamento da marca é um processo de mudança que precisa acontecer de maneira organizada, planejada e alinhada, abrangendo desde elementos visuais até a comunicação.

Há diferentes etapas que compõem o rebranding e quase toda marca passa por elas. Conheça, a seguir, quais são e suas principais características e importância:

Análise

Trata-se da primeira etapa e uma das mais importantes, porque é nela que se reconhece um problema ou uma oportunidade para marca, com um diagnóstico completo de seu cenário atual e identificação de pontos fortes e fracos.

Leia nossa artigo sobre SWOT e avalie os pontos forte e fracos do seu negócio!

Procure realizar um mapeamento e coleta de informações interna e externamente, tanto com colaboradores, clientes e análise da concorrência. Dessa forma, será possível identificar oportunidades de melhoria e inovação, sabendo exatamente o que mudar.

Alteração de identidade visual

O reposicionamento da marca também pode passar pela mudança da identidade visual, que vai muito além de uma simples alteração no logo. A marca deve pensar em cores, design usado em diferentes plataformas e fontes.

Quando se trabalha com uma mudança na identidade visual, demais alterações acabam acontecendo em efeito cascata, com modificações tanto no produto como em plataformas que a marca atua.

Mudança da estratégia de comunicação

A marca também deve mudar sua estratégia de comunicação, com adaptação à sua persona. É preciso conhecer exatamente qual é o seu cliente ideal, quais são suas dores, canais que mais utiliza, entre outras características pontuais.

Dessa forma, a marca conseguirá atingir exatamente o público que deseja e seu reposicionamento será mais efetivo, com comunicação alinhada às expectativas da persona.

Leia nossa artigo: Criando uma persona ideal e vire o jogo do seu marketing digital

Conte que a marca mudou

Fazer com que o público da marca saiba que ela mudou é essencial para criar relacionamentos de confiança, gerar reconhecimento e engajamento.

Portanto, possibilite que seu público conheça o novo posicionamento da marca, o que pode ser feito por meio de canais variados, como redes sociais, blog, site institucional e e-mail marketing.

Essa ação permite que a marca expresse claramente sua preocupação com a evolução e com seu próprio público, ajudando a construir e manter um relacionamento mais transparente.

Monitoramento de resultados

Não basta se reposicionar, é fundamental também monitorar os resultados do rebranding. Por isso, tenha métricas de antes e depois do reposicionamento, para avaliar o impacto dessa ação e se realmente está trazendo os resultados desejados.

Com esse monitoramento dá para corrigir eventuais desvios durante a execução da estratégia de rebranding, realizando adaptações e melhorias necessárias para atingir os objetivos da marca.

Cases de sucesso de reposicionamento de marca

Grandes marcas nacionais já se reposicionaram e tiveram sucesso, com ampliação de clientes e crescimento expressivo no mercado. Veja, a seguir, dois cases:

Natura

A Natura investiu no reposicionamento de marca para crescer no mercado e ser reconhecida por seus valores de inovação e sustentabilidade. Para isso, iniciou um processo de mudança que impactou diversas áreas.

Criou um logotipo novo que transmitia modernidade, movimento e reforçava o natural e sustentabilidade. Também atualizou seus principais canais, sempre de forma gradativa, para gerar aceitação do público.

Relembrou seu conceito de sustentabilidade em seus produtos, reformulando alguns, de modo a torná-los ainda mais brasileiros, com uso de matéria-prima nacional obtida de forma ecologicamente correta, além de apoiar iniciativas de reflorestamento e banir testes em animais.

O novo posicionamento possibilitou o crescimento expressivo da marca, tanto nacional como internacionalmente, com produtos reconhecidos pela qualidade, tecnologia e compromisso com práticas comerciais éticas e sustentáveis.

Melissa

O reposicionamento da Melissa, marca de calçados de plástico, tem a ver com ampliação de seu público. Durante décadas, foi uma marca destinada a crianças e adolescentes.

Então, decidiu expandir seu alcance e possibilidade de venda, incluindo mulheres. Para isso, criou um logotipo novo e calçados conectados em tendências, mudou sua comunicação e buscou parcerias com marcas do mundo fashion internacional.

O resultado foi expressivo: ganhou visibilidade nacional e internacional, além de reconhecimento como uma marca de moda feminina atual, vendendo mais.

Gosto desse artigo?

Compartilhe com seus amigo que precisam conhecer sobre reposicionamento de marca

Gostou do post? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Fale com a 23 Studios